Confissões de um coração rebelde…

ElementalInterior

Somos pequenas porções da própria energia de Deus Pai/Mãe.

A princípio, viemos como centelhas divinas, acompanhando as formas elementais de vida (plantas, pedras, etc…), podendo sentir todas as sensações ao seu redor e aprender com elas…

Com o passar do tempo, e com o conhecimento sendo adquirido, passavamos a acompanhar outras formas de vida mais complexas até que em dado momento, a partir dessa centelha de vida original, eram criadas as almas que passariam então a fazer parte do círculo encarnatório dando prosseguimento a sua jornada rumo a evolução espiritual…

As almas que se originam da mesma centelha divina são nossa família espiritual, com quem criamos fortes laços e que muitas vezes chegamos a reconhecer em reencarnações diferentes.

Ao contrário do que se pensa, não somos incompletos. A idéia de alma gêmea passa a impressão de que precisamos encontrar uma metade que nos complete para que possamos ser felizes e viver o amor verdadeiro…

Como pequenas extensões da própria energia de Deus Pai/Mãe, como já mencionei anteriormente, somos também seres divinos, únicos e plenos. Já fomos criados completos e a idéia de que nos falta uma “metade” é um tanto equivocada.

Nossa felicidade e realização está unicamente em nossas próprias mãos. Podemos escolher caminhar ao lado de uma ou mais pessoas e dividir com ela nossos sentimentos e realizações, mas não podemos colocar nas mãos dessas pessoas a responsabilidade sobre nossa própria felicidade, seria até injusto.

O que as vezes temos a felicidade de encontrar em nossas muitas vidas, são aquelas almas com as quais dividimos a centelha de vida. Aquelas almas que são extensões suas, com as quais você compartilha sua essência. Essas são as almas afins, que como o próprio nome sugere, possuem muita afinidade e identificação com você.

Geralmente as nossas encarnações na terra sempre ocorrem dentro da mesma família espiritual, ou seja, geralmente são nossas almas afins que estarão ao nosso lado em nossa jornada evolutiva. Tudo depende do grau da evolução que cada um alcançou e a missão que cada um escolheu realizar nesse ciclo encarnatório. Algumas de nossas missões também podem ser junto a outras famílias espirituais, dependendo dessas escolhas.

Então, quando muitas vezes encontramos aquelas pessoas com quem nos identificamos imediatamente, que dividem conosco ideais e crenças semelhantes e por quem muitas vezes nos apaixonamos e com quem escolhemos dividir nossas vidas e caminhar lado a lado, é que tivemos a felicidade de encontrar com nossas almas afins.

Quando o círculo encarnatório termina, seguimos realizando nossas missões para auxiliar a evolução de outros irmãos em diferentes dimensões, e muitas vezes podemos escolher voltar a terra para trabalhar essa missão aqui, mesmo quando reencarnar já não se faz mais necessário…

E em todo nosso ciclo evolutivo a palavra que fundamenta toda a jornada e onde iremos chegar é a Escolha. Como pequenas extensões da energia e amor divinos, temos a liberdade de escolher nossos caminhos, nossas verdades e como levar a vida. Todos fomos criados com igual direito e a partir dai, decidimos como iremos percorrer nossos caminhos…

Até mesmo os nossos irmãos que hoje se encontram perdidos em meio a escuridão, podem um dia se escolherem, voltar pra luz e prosseguir sua jornada evolutiva. Isso é amor incondicional da grande energia que nos criou. Está tudo em nossas mãos…

Compreender que somos responsáveis por tudo que acontece em nossas vidas e por todas as consequências que nossas escolhas trarão a ela é um passo importante para que todos possam prestar mais atenção ao rumo que vem seguindo e mudar se for de sua vontade.

Nesse exato momento, temos muitos irmãos na luz, de outras dimensões trabalhando junto a nós aqui na terra. Temos muitos irmãos bastante evoluidos também que escolheram voltar a terra para realizar esse trabalho de preparação para as mudanças que estão porvir.

Sempre que precisar, basta fechar os olhos e pedir a presença de seus irmãos de luz ao seu lado. Eles sempre estão próximos e precisam de nossa ajuda para trabalharmos junto a eles nessa bonita missão de ajudar aqueles que mais precisam a encontrar sua própria luz e semear o bem.

Não importa nosso nível de evolução, não importa quais caminhos escolhemos trilhar… Somos todos iguais, somos todos irmãos e estamos aqui para nos auxiliar.

Somos todos extensões do amor e da energia de nosso Deus Pai/Mãe.

Somos nascidos de um amor puro e incondicional.

Somos filhos do amor.

E a resposta para tudo está num unico lugar: Nossos corações, basta apenas estarmos dispostos a ouví-lo.

Gostaria de enfatizar, que esse texto foi algo que senti e é a minha visão sobre o assunto, de acordo com experiências e coisas que aprendi. Senti que deveria escrevê-lo e dividir o que pude aprender com todos vocês…

Por RebelHeartBR

Anúncios

Comentários em: "Centelhas Divinas: Como nascem as Almas…" (6)

  1. Oie!
    Olha eu aqui! Pensou que eu tinha te abandonado, né? =)
    Adorei o texto! Muito lindo, como todos são!
    Adoro espiritismo. Amo tudo relacionado!
    Beijinhos.

    • Rsrsrs… Eu li no seu blog q tua vida ta corrida pacaramba, então ta perdoada 😉 rsrsrs

      Que bom que gostou do texto… Realmente quando abrimos nosso coração e nos dispomos a ouvir o q ele tem a dizer, entramos em contato mais intenso com nossa própria alma e com as energias que nos cercam constantemente, mas que muitas vezes não as sentimos por estarmos voltados pra coisas diferentes… Eu to numa fase muito feliz, cada vez aprendendo mais e me descobrindo mais…

      bjus fofa…

  2. Marcos disse:

    Maravilhosa síntese. Tais concepções vão ao encontro daquilo que eu intuitivamente acredito, a partir de muito do que ouvi em palestras e li em livros. Parabéns e obrigado.

  3. Mara Flores disse:

    Verdade, pelo princípio do reiki “somos todos um” e também acredito que nos tornamos aquilo que colocamos fé. O pensamento é nossa mola propulsora que nos leva a realidade que criamos através de nossas crenças e valores. O mais importante é lembrar sempre que querer não é poder, querer é somente um pensamento, mas quando acrescentamos ação ao pensamento, então se torna poder. Então qualquer de nós poderá mudar sua realidade, beijos.

  4. maria norma wayand disse:

    Belíssimo Texto..

  5. Rafaella disse:

    Muito lindo esse texto, acho que entendi um pouco mais, obrigada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: