Confissões de um coração rebelde…

Começo ressaltando muito bem que esse NÃO é um post para criticar a moda, a opção de vestuário de cada um e nem quem ama esse universo, uma vez que eu também sou mulher e adoro me arrumar quando vou sair e amo uma roupa bonita… Mas esse post é na verdade sobre a maneira como muitas vezes definimos outra pessoa pelo seu jeito, aparência ou especialmente pelo que ela veste…

Recentemente ouvi alguns comentários sobre isso e tais comentários me fizeram refletir… O comentário em questão era sobre a roupa que um pai de uma formanda usou no dia da formatura da filha…

Uma amiga vai ser formar e irei participar de sua formatura… A comissão fez a exigência do traje, social: homens de terno e gravata e mulheres de longo ou longuete… Sem excessões, se estiver fora desse “padrão” será impedido de entrar no salão… Tudo bem, até entendo que a ocasião é muito especial, pra mim é pelo menos, pois meu amorzão estará colando grau e desejo muito dividir esse momento com ela, então, de forma nenhuma iria vestida malfadada ou mulambenta, afinal tenho senso de ridículo…

Mas, o que motivou tamanha exigência no quesito figurino foi o fato de uma das integrantes da comissão de formatura ter ido a um outro evento e presenciar o que ela chamou de “horrível”…

Quando ela começou a falar, eu achei que deveria ser de fato uma trajédia, mas longe disso… Ela disse ter ficado horrorizada por que um pai de uma formanda entrou com a filha na cerimônia de sport chique: Camisa social, uma boa calça jeans e sapatos…

Fiquei imaginando que pra aquela formanda só importava o fato do pai estar ao seu lado dividindo seu melhor momento com ela, mas aos olhos malditos do povo, ele deveria estar expondo a filha ao ridículo…

Poxa, desde quando nos nos tornamos o que vestimos? Tem tanta coisa mais interessante em uma pessoa do que como ela foi vestida em uma festa… Será que ninguem parou pra pensar que aquela roupa fosse o melhor que ele podia arranjar? Que ele se sentia muito bem daquele jeito, especialmente pelo momento da filha?

Julgar alguém pela roupa que usa é no mínimo futil da parte de quem o faz… O ser humano, a essência e tudo que importa não está na roupa, nem no cabelo, nem na cor da pele e nem em nada disso… Está intrinsico na alma, no coração de cada um, essa é a roupa mais linda que todos deveriamos querer exibir por ai, nossa personalidade…

Então, antes de achar alguém ridículo por estar vestido como se sente bem, tente conhecer essa pessoa, sua história, sua personalidade, e se não estiver disposto a tudo isso, simplesmente limite-se a respeitar e não julgue.

Por RebelHeartBR

Anúncios

Comentários em: "Você é o que você veste?" (10)

  1. Afe, como tem gente suja nesse mundo! E eu to falando da lingua de trapo da mocinha aí que falou que o cara tava horrível! Véi, se a minha roupa fosse dizer alguma coisa sobre mim nos dias que eu acordo as 6 da manhã [muito puta pq dormi só 4 horas durante a noite e a semana está apenas no começo] e pulo na primeira roupa que eu alcanço… Ah, sei lá… Moda é legal, a idéia de se vestir adequadamente também pode até ser, mas nego surta e se perde com isso…

    • Roupas não dizer absolutamente nada sobre ninguem… Um exemplo: Meu esposo costuma usar um ditado: “Os maiores ladrões da história do Brasil (q quem sabe do mundo) usavam terno e gravata…”
      Nem preciso dizer mais nada… rsrsrs

      bjs

  2. Tolice e preconceito do mais simples e idiota possível, na verdade é falta de algo na cabeça.

    Ei, vc disse que ia e já voltou, vai ou não vai?

    Prefiro que não vá!

    😀

    • Oi querido, na verdade nem cheguei a ir… rsrsrs mas as postagens vão ficar mais espaçadas, isso é fato…

      beijos pra vc… e obrigada pelo apoios… 😀

  3. Ótimo texto!
    Ainda fico chocada com declarações como dessa menina que achou “horrível”! Pelo amor de Deus! O importante é estar presente!!! O que a roupa importa? Que que isso???

    Eu vivo nesse mundo (profissionalmente) onde as pessoas te olham de cima a baixo e julgam sua roupa. É FEDIDO! Essas pessoas fedem a podre! Desculpe o termo! Tenho nojo, às vezes…

    Não entendo como a minha roupa pode influenciar no meu carater ou na minha responsabilidade ou no meu profissionalismo… enfim… podre!

    Obs.: Que bom que voltou!

    • É pra vc ver como as pessoas podem se limitar a tecer um julgamento completo sobre um total desconhecido só pela aparência… Lamentável, ainda bem q não sou assim…

      bjs

  4. Jeane disse:

    Estava aqui eu pesquisando a respeito do que meu pai deve usar na minha formatura e me deparo com esse post… Vou ficar mais tranquila e me preocupar menos.

    • Oi jeane… Fico feliz que esse texto tenha lhe ajudado nessa questão… Só pra completar: As pessoas que amamos são mais importantes do que a roupa que vestem…

      abçs

  5. Beatriz disse:

    Eu estava muito preocupada, pois minha formatura é amanhã e meu pai alugou um SMOKING ! achei exagerado demais e procurei saber se era correto isso, não queria passar vergonha e tal por estar muito extravagante, mas depois que li isso fiquei mais aliviada mas mesmo assim não deixo de estar preocupada, não me importo com o que as pessoas vão dizer, mas eu não gosto de chamar a atenção, e todos os outros pais vao de terno, o que eu faço ?

    • Beatriz, de coração lhe digo, só o fato de vc ter seu pai presente nesse dia já é mto especial, o resto são detalhes. Tenho certeza q se ele fez isso foi pq queria que vc se sentisse mto especial no seu dia… Bjs e fique em paz, seu Pai lhe ama mto e é isso que importa…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: