Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Caráter’

De quem é a culpa mesmo?

“Já tive vário(a)s namorado(a)s, com nenhum(uma) fui feliz…
Tive diversos empregos, nenhum deles me valorizou….
Já frequentei inúmeras religiões, em nenhuma delas encontrei respostas…”

Nunca se sentiu feliz, nunca se sentiu valorizado(a), nunca encontrou respostas… 
O problema não são os(as) ex namorados(as), os antigos empregos e as religiões que buscou. O problema é que você ainda não aprendeu que a responsabilidade pelas coisas em sua vida são SUAS e não culpa de ninguém. 

Quem vive frustrado, infeliz e gosta de culpar o outro, o trabalho, a religião ou o universo, não tem amor próprio, tem baixa auto estima e não assume as rédias e nem a responsabilidade pela própria vida. Quando se aprende a fazer isso, toda vez que algo dá errado, tentamos começar a mudança primeiramente pelas nossas atitudes ao invés de culpar covardemente os demais por nossas mazelas… E ao assumirmos essa responsabilidade, evoluímos, crescemos, aprendemos e mudamos quando preciso.

Pais, façam um favor aos seus filhos e a sociedade. Ensinem-lhes a ser responsáveis, a ter caráter, humanidade e fé. Não passem a mão na cabeça deles quando errarem como se nada tivesse acontecido, e muito menos corrijam os erros deles, mas ao invés disso, mostrem onde erraram e os orientem para que aprendam a corrigir.

Nossa sociedade hoje está desorientada como está por que temos uma geração de pessoas que cresceu sem saber o que é ser responsável e independente. Uma geração que não sabe nada sobre ação e consequência. Uma geração que não sabe pensar…

Ainda dá tempo de mudar, devemos começar por nós mesmos. Pois ao melhorarmos nossas atitudes, nos tornamos o reforço positivo, hoje inexistente em nossa sociedade.

Por Ka

Imagem

Anúncios

Viver na Mentira

 

Por que temos que fingir tanto?

Fingir que estamos felizes no trabalho, nos relacionamentos, no amor, na vida…

Aposto que se você questionar algumas pessoas a respeito da razão que as motivou a escolher a profissão que seguem atualmente, quase todas lhe dirão que foi por retorno financeiro, recomendação dos pais, mercado de trabalho, etc… Mas quantas pessoas te dirão que escolheram essa profissão por amor? Quase nenhuma…

Temos um costume inconsciente de querer agradar e fazer parte de um todo. Queremos ser parte do rebanho, inclusos na sociedade e em tudo o que ela determina, nem que pra isso tenhamos que deixar de lado todos os nossos sentimentos e nossas vontades…

Será que vale a pena enganar a si próprio pra satisfazer o ego ou desejo de outras pessoas? Viver uma vida pela metade de maneira frustrada, só pra ser “politicamente correto” ou “igual à maioria”?

Quantos casamentos se arrastam longos anos a fio, sem amor, por conveniência ou só pra dizer que se tem alguém do lado?

Quantas mulheres tem filhos, não por assim desejarem, mas pra agradar o capricho do marido ou atender as exigências da família?

Quantos amores verdadeiros deixamos de viver, com medo do julgamento dos olhos preconceituosos dos outros?

Quantas pessoas você conhece assim? Você é uma delas não é mesmo?

Por que nos maltratamos tanto? Por que nos enganamos dessa maneira?

É hora de começar a ouvir…

A voz mais importante de todas…

Que por tanto tempo você tentou calar…

A sua voz!

 

Por RebelHeartBR

Nuvem de tags