Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Julgamento’

Você é o que você veste?

Começo ressaltando muito bem que esse NÃO é um post para criticar a moda, a opção de vestuário de cada um e nem quem ama esse universo, uma vez que eu também sou mulher e adoro me arrumar quando vou sair e amo uma roupa bonita… Mas esse post é na verdade sobre a maneira como muitas vezes definimos outra pessoa pelo seu jeito, aparência ou especialmente pelo que ela veste…

Recentemente ouvi alguns comentários sobre isso e tais comentários me fizeram refletir… O comentário em questão era sobre a roupa que um pai de uma formanda usou no dia da formatura da filha…

Uma amiga vai ser formar e irei participar de sua formatura… A comissão fez a exigência do traje, social: homens de terno e gravata e mulheres de longo ou longuete… Sem excessões, se estiver fora desse “padrão” será impedido de entrar no salão… Tudo bem, até entendo que a ocasião é muito especial, pra mim é pelo menos, pois meu amorzão estará colando grau e desejo muito dividir esse momento com ela, então, de forma nenhuma iria vestida malfadada ou mulambenta, afinal tenho senso de ridículo…

Mas, o que motivou tamanha exigência no quesito figurino foi o fato de uma das integrantes da comissão de formatura ter ido a um outro evento e presenciar o que ela chamou de “horrível”…

Quando ela começou a falar, eu achei que deveria ser de fato uma trajédia, mas longe disso… Ela disse ter ficado horrorizada por que um pai de uma formanda entrou com a filha na cerimônia de sport chique: Camisa social, uma boa calça jeans e sapatos…

Fiquei imaginando que pra aquela formanda só importava o fato do pai estar ao seu lado dividindo seu melhor momento com ela, mas aos olhos malditos do povo, ele deveria estar expondo a filha ao ridículo…

Poxa, desde quando nos nos tornamos o que vestimos? Tem tanta coisa mais interessante em uma pessoa do que como ela foi vestida em uma festa… Será que ninguem parou pra pensar que aquela roupa fosse o melhor que ele podia arranjar? Que ele se sentia muito bem daquele jeito, especialmente pelo momento da filha?

Julgar alguém pela roupa que usa é no mínimo futil da parte de quem o faz… O ser humano, a essência e tudo que importa não está na roupa, nem no cabelo, nem na cor da pele e nem em nada disso… Está intrinsico na alma, no coração de cada um, essa é a roupa mais linda que todos deveriamos querer exibir por ai, nossa personalidade…

Então, antes de achar alguém ridículo por estar vestido como se sente bem, tente conhecer essa pessoa, sua história, sua personalidade, e se não estiver disposto a tudo isso, simplesmente limite-se a respeitar e não julgue.

Por RebelHeartBR

Anúncios

CAMPANHA: Chega de Rótulos!

Branco, Preto, Gay, Hetero, Bi, Traveco, Viado, Bicha, Sapata, Gordo, Magro…

Rótulos, rótulos e mais rótulos que são usados indiscriminadamente pelas pessoas para definir outras pessoas de maneira totalmente superficial… Cansei dos rótulos…

Sabe o que eu sou? Uma pessoa, assim como você e todas as outras…

O que me define? Meu caráter, meus sentimentos e minhas idéias… Isso é o que sou…

Do que importa saber se a pessoa é branca, negra, alta, baixa, gorda, magra, hetero ou homo? Esses rótulos não mudam o que a pessoa é de fato, por dentro, em seu coração e em sua mente…

Então, vamos começar a enxergar nas pessoas e na humanidade o que realmente importa? Quem elas são e não os rótulos que são usados para definí-las…

Vamos parar de apontar, ridicularizar, fazer piadas de mal gosto e simplesmente viver e deixar viver. Ser para as pessoas aquilo que gostaríamos que fossem pra nós…

Olhar alem dos “rótulos”, e enxergar o verdadeiro “Eu” de cada um e todas as belezas e valores reais de cada um.

Dá próxima vez que olhar para alguem, olhe essa pessoa nos olhos, enxergue sua alma e você verá que são exatamente iguais, mesmo que exteriormente sejam diferentes…

Da próxima vez que encontrar alguem que tenha feito escolhas diferentes das suas na vida, procure compreender que assim como você, essa pessoa também tem direito de escolher e ser respeitada por isso…

Passe a olhar o mundo e as pessoas não com os olhos físicos, mas com os olhos do amor…

Deus Pai/Mãe é nosso maior exemplo… Fomos todos criados a partir do amor, livres para escolher nossos caminhos, livres para ser quem somos e mesmo assim, sendo diferentes somos amados e respeitados, pois Deus Pai/Mãe consegue ver além dos rótulos que nós mesmos criamos, e enxerga o que realmente somos…

Vivam o amor que Deus Pai/Mãe nos mostrou e olhem com os olhos do amor…

E não importa a cor, raça, sexo ou sexualidade… No final das contas, somos todos luz e energia, crescendo e evoluindo para um dia estarmos todos juntos novamente junto a grande energia de amor que nos criou…

Não julguem, não rotulem… Simplesmente AMEM!

gaia2

Por RebelHeartBR

Viver na Mentira

 

Por que temos que fingir tanto?

Fingir que estamos felizes no trabalho, nos relacionamentos, no amor, na vida…

Aposto que se você questionar algumas pessoas a respeito da razão que as motivou a escolher a profissão que seguem atualmente, quase todas lhe dirão que foi por retorno financeiro, recomendação dos pais, mercado de trabalho, etc… Mas quantas pessoas te dirão que escolheram essa profissão por amor? Quase nenhuma…

Temos um costume inconsciente de querer agradar e fazer parte de um todo. Queremos ser parte do rebanho, inclusos na sociedade e em tudo o que ela determina, nem que pra isso tenhamos que deixar de lado todos os nossos sentimentos e nossas vontades…

Será que vale a pena enganar a si próprio pra satisfazer o ego ou desejo de outras pessoas? Viver uma vida pela metade de maneira frustrada, só pra ser “politicamente correto” ou “igual à maioria”?

Quantos casamentos se arrastam longos anos a fio, sem amor, por conveniência ou só pra dizer que se tem alguém do lado?

Quantas mulheres tem filhos, não por assim desejarem, mas pra agradar o capricho do marido ou atender as exigências da família?

Quantos amores verdadeiros deixamos de viver, com medo do julgamento dos olhos preconceituosos dos outros?

Quantas pessoas você conhece assim? Você é uma delas não é mesmo?

Por que nos maltratamos tanto? Por que nos enganamos dessa maneira?

É hora de começar a ouvir…

A voz mais importante de todas…

Que por tanto tempo você tentou calar…

A sua voz!

 

Por RebelHeartBR

Um dia sem Julgamentos

selo_1dia

Colaborando com a campanha iniciada pelo Amigo Thiago Borges, do Blog Amor Consciente. Vamos tirar um dia por semana para deixarmos ser. Sem prestar atenção a vida alheia, sem nos julgar, sem recriminar aos outros e a nós mesmos. Vamos por um dia na semana, viver nossa própria vida e deixar o amor ser nosso guia…

Beijos e luz,

Karina

Nuvem de tags