Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Paraíso’

Amor, respeito e felicidade

Uma história que poderia ser a sua…

Certa vez conheci um rapaz muito bacana. Filho mais velho de sua família, cresceu em um lar onde a religião era a pedra fundamental, o alicerce de todas as crenças e doutrinas…

Foi educado nessa religião, mas bem lá no fundo não se sentia bem e muito menos era feliz, pois seu coração lhe mostrava que era diferente daquilo que a sua religião pregava como “certo” e “moral” e ele sofria muito por isso…

Sempre ouviu que sua “missão” era formar uma família… Crescer, trabalhar junto a igreja, encontrar uma boa moça da sua religião, casar-se e ter tantos filhos quantos fossem “mandados” pelo Senhor. Cresceu ouvindo que tudo o que fosse diferente daquilo, tudo que fosse contra a ideologia de sua religião era errado, imoral e obra do “maligno”.

Não existia amor nem piedade…

Não existia respeito nem aceitação…

Só existiam mandamentos, que se não fossem seguidos a risca, não lhe dariam seu lugar de direito no Paraíso quando ele morresse…

Com toda essa intolerância por parte de sua igreja e também de sua familia que seguia a risca o “passo a passo” de sua religião, ele se via perdido, sentindo-se um pecador sujo pois não se encaixava naquela doutrina…

Aquilo que estava em seu coração lhe trazia felicidade de verdade, mesmo se sentindo culpado por ter aqueles sentimentos, aquilo lhe fazia feliz, seus olhos brilhavam, sentia seu coração disparado pois havia encontrado o amor.  Ele havia se apaixonado por outro rapaz…

Quando sua família ficou sabendo, o tratou como degenarado, como se o que tivesse sentindo fosse uma doença e que precisava se voltar mais ainda pra sua religião para que pudesse ser “curado”… Ele foi julgado e condenado por ser diferente.

Hoje ele é um membro ativo de sua igreja e está casado com uma moça que conheceu lá… Hoje sua família olha pra ele com orgulho do que ele se tornou…

Mas é impossível não notar, quando se olha em seus olhos de que a felicidade não está lá. Por traz do sorriso e da alegria aparente, vive alguem que morreu por dentro para poder seguir sua doutrina e viver as expectativas de sua familia para sua vida…

Agora eu pergunto…

Valeu a pena abrir mão de um amor de verdade e de sua própria felicidade para seguir uma doutrina de alguem que simplesmente é incapaz de amar e respeitar aqueles que são diferentes em suas escolhas?

Quando amamos alguem de verdade, queremos que essa pessoa seja feliz e sabemos respeitar suas escolhas…

Na verdade ele nunca foi amado, nem por sua família nem por sua igreja… Eles amam sua imagem, o que ele se tornou, mas são incapazes de mostrar amor por quem ele realmente é, não respeitaram seus verdadeiros sentimentos, não respeitaram que ele era de verdade…

Pra minha vida não quero amor falso e respeito mentiroso… Não me contentaria jamais em ser alguem que não sou só pra agradar os outros, pois aqueles que me amam não precisam ser alimentados com mentiras, eles não tecem expectativas sobre minha vida e minhas escolhas, eles simplesmentem me amam e respeitam pelo que sou…

Então amigos, se alguem ou alguma ideologia ou doutrina não te amam e te respeitam o suficiente para te aceitar como você é, eles não merecem que você mude por eles…

Sejam felizes, sejam vocês, se amem e se respeitem sempre…

Façam sua vida valer a pena, vivam com plenitude.

Por RebelHeartBR

Anúncios

A Última Viagem

No último dia 15 de janeiro desse ano, Deus levantou-se bastante alegre.

Estava muito feliz, pois sabia que em breve iria receber uma de suas filhas mais queridas.

 

Fez questão de preparar uma grande recepção, com muita festa e alegria.

Seus anjos e espíritos de Luz trabalharam sem parar, tudo deveria estar perfeito para receber uma visitante tão ilustre. Até mesmo Deus fez questão de participar de todos os preparativos, e inclusive arrumou para ela de maneira muito especial uma rede bem confortável a sombra de uma bela figueira, afinal ela precisaria descansar da sua longa viagem.

 

Pediu então que a família de sua ilustre visitante que fossem lhe buscar, pois já estava próxima a hora de seu embarque, e eles a ajudariam a encontrar o melhor caminho até lá.

 

Pontualmente às 16 horas ela chegou, junto aos seus familiares mais queridos que lhe ajudaram na viagem. E como ela estava feliz ao ver tamanha alegria, tanta festa e tanta tranqüilidade. Seu semblante tão abatido e cansado pelos longos anos de jornada estava diferente, iluminado, aliviado. Chegou minha hora de descansar.

 

Logo na entrada do Paraíso, estava Deus com um sorriso largo, braços abertos e muito contentamento, dizendo:

“Venha minha filha, seu pouso lhe aguarda. Como foi a sua viagem? Estou muito feliz por ter lhe finalmente junto a mim…”

 

E eles foram caminhando e conversando, enquanto a cada passo o cansaço e as dores diminuíam, sentia-se cheia de vida, fé e esperança.

Deus lhe mostrou uma linda e confortável rede, onde ela se deitou e adormeceu.

Velando por seu sono e merecido descanso, todos seus familiares que há muito tempo não via, e muitos anjos e espíritos de luz que haviam ficado curiosos com tamanho esmero e amor que Deus havia mostrado por aquela filha.

 

Ela agora está em paz, descansa junto aos seus no paraíso.

Ela é minha avó. Um ser iluminado, abençoado. A personificação do amor.

 

Ela nos deixou no dia 15/01/09, mas Deus ganhou mais um anjo.

 

Querida Vó Durva, saiba que jamais será esquecida. Seu legado está vivo dentro de cada um dos seus amados aqui na terra. Você sempre foi amor e merece todo o amor que o Pai pode lhe dar. O paraíso hoje é seu! E em breve a gente vai se encontrar novamente, espero que nesse dia você possa vir me ajudar a encontrar o caminho e que possa me preparar uma rede bem confortável ao lado da sua. Obrigada por todo o amor e por todas as valiosas lições que pude aprender com você. Já estou com muitas saudades…

 

Te amo muito, ontem, hoje e eternamente.

Sua neta,

Karina

paraiso

Nuvem de tags