Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Sexo’

Erotica – Madonna (Tradução)

Hoje estou me sentindo quente, sensual e loba… Então aqui vai um post um pouco mais “picante”… Espero que gostem e que se inspirem… rsrsrs 😉

Você…

Então, você gosta de provocar não é amor? Eu adoro… 😛

Vou te provocar também… Feche seus olhos, imagine que somos “nós” nessa música… Nossas bocas, corpos, beijos e mãos… Tocando, beijando, mordendo…

Nossos corpos misturados em um só… Percorridos pelo prazer, êxtase e delírio…

Nossas bocas se procuram, nossas linguas dançam…

Percorrendo todo seu corpo, tocando tudo em você…

Você vai ganhar o que merece… 😉

sensualidade

ERÓTICA – Madonna

Erótica, romance
Meu nome é Dita
Serei sua anfitriã essa noite
Eu gostaria de colocar você em transe

Se eu pegar por trás
Entrarei em tua mente
Quando você menos esperar
Quando você tentar rejeitar
Se eu estiver explosiva
Vou te tratar como uma criança
Você irá a loucura
Deixe minha boca ir onde ela quer

Desista, faça como eu mandar
Desista e deixe eu fazer do meu jeito
Irei te dar amor, te acertarei como um caminhão
Irei te dar amor, te ensinarei como…

Eu gosto de te colocar em transe. Completamente.
Erotica, erotica, coloque tuas mãos por todo meu corpo

Uma vez que você coloca a mão na chama, você nunca mais será igual
Há uma certa satisfação em um pouco de dor
Posso ver que você entende
Posso dizer que você não mudou
Se estiver com medo, erga-se
Firo apenas aqueles que amo

Eu não acho que você saiba o que é a dor
Eu não acho que foi dessa forma
Te darei muito prazer
Irei até você quando disser
Eu sei que você me quer
Não quero te ferir
Não vou te ferir, apenas feche teus olhos

(refrão)

Para os que buscam o Amor…

amor

 

Todas as pessoas buscam pelo amor. Mas são incapazes de reconhece-lo quando ele bate a sua porta.

 

Você deseja tanto o amor em sua vida, mas será que está pronto para ele?

Será que você quer realmente um amor de verdade ou só alguém que preencha o modelo ideal de relacionamento que alguém um dia idealizou para você?

 

Pra começar, o amor não é racional. Ele chega e acontece. Não se escolhe amar alguém, a gente simplesmente ama. Amor não se planeja.

Não dá pra simplesmente olhar alguém na rua que seja atraente e decidir amar essa pessoa. Muitos até o fazem, mas nem de longe estão sentindo o amor.

 

Amar é sentir-se bem, é poder ser quem é todo o tempo sabendo que aquela pessoa ali gosta de cada partícula do seu ser, sem tirar nem por.

Amar é ser respeitado, ser cuidado, sentir-se protegido num abraço.

É ter alguém que faça questão de lhe mostrar o quanto você é especial.

É não ter a vergonha de dizer “Eu te Amo”.

Amar é ter alguém que ria de suas piadas (mesmo as mais sem graça), é ter alguém ao seu lado quando está doente, durante suas crises de mau-humor, alguém para segurar sua mão, alguém para ajudar no que for possível, e fazer isso tudo sem reclamar nem esperar nada em troca.

 

O amor não tem barreiras. Pra ele não existe sexo, raça e aparência. Nos encantamos com a essência. Não existe homem e mulher. É amor de pessoa para pessoa, amor de almas, e isso é o suficiente.

 

Tem que ter conteúdo, afinidade, personalidade…

 

Tem que ser quente na cama, sem pudor, sem vergonha… Não ter limites.

 

Tem que ser livre, dado e não exigido. Tem que ser sem medo, sem preconceitos, sem amarras…

 

Amar é não pensar muito. Amar é puramente sentir. Amar é se permitir ser amado, é se permitir amar alguém.

 

No amor não existe lugar pra convenções, estereótipos, modelos comportamentais, preconceitos, tabus e especialmente para o medo.

Amar é para aqueles que tem coragem de sentir. É para aqueles que tem coragem de ser.

 

Para os plenos de alma e puros de coração.

 

Amar é imprevisível, mas essencial…

 

E para aqueles que eu amo, dedico esse texto, meu coração, minha alma e minha vida.

Amo vocês, sempre…

 

Por RebelHeartBR

Hiero Gamos

Hieros gamos (grego ιερός γάμος ou ιερογαμία, o “casamento sagrado” ), é a copula (às vezes casamento), de uma divindade e um homem ou uma mulher, muitas vezes com um significado simbólico e geralmente realizadas na primavera (mais ou menos por volta do equinócio, meados de março).

O Hieros gamos surgiu na Suméria há 5.500 anos. Mais tarde se espalhou pela Europa e se tornou culto oficial de várias religiões pagãs ao longo da história. É comum o surgimento do Hieros gamos ser datado de apenas 2.000 anos atrás.

Nele, a alta sacerdotisa assumia o papel do Avatar da grande deusa Inanna e fazia sexo com o rei ou imperador, que assumia o papel do deus Dumuzi, para mostrar sua aceitação pela deusa como governante justo daquela região, ou simplesmente para comemoras o poder reprodutor feminino. Isto era feito diante da corte, pois naquele tempo não haviam tabus para se praticar sexo em público se fosse em uma cerimônia religiosa.

Os homens da corte usavam longas túnicas pretas e as mulheres vestidos de gaze branca, sendo que ambos usavam máscaras andróginas (brancas e pretas). Eles se posicionavam ao redor de uma circunferência imaginária, deixando o espaço de um círculo entre si. O círculo era o ambiente no qual a alta sacerdotisa e o rei ou imperador realizariam o ato sexual. A corte então se balançava para frente e para trás e entoava cânticos por ora fortes por ora quase inaldíveis.

A únião representada pelo Hieros gamos não era erótica, e sim espiritual. Devemos lembrar que os povos antigos (pré-cristãos) cultuavam a imagem do feminino exatamente pela sua fertilidade, e isso implica o ato sexual. Dessa forma, os antigos acreditavam que o masculino era espiritualmente incompleto antes de ter conhecimento carnal do sagrado feminino. A união física com a mulher (lembrando que a união completa para os filósofos era, ou sempre foi, a união das mãos, das bocas e o sexo) era o único meio segundo o qual o homem podia se tornar espiritualmente completo e chegar a atingir a gnose – o conhecimento do divino.

Desde os tempos de Ísis (antiga deusa egípcia da sexualidade) os ritos sexuais eram considerados a única ponte entre o céu e a terra para os homens. A gnose, fisiologicamente falando, seria o orgasmo ou clímax masculino – uma breve vácuo mental, uma fração de segundo no qual todos os pensamentos ficam ausentes. Na mitologia, nesse instante de êxtase no qual sua mente ficava totalmente vazia, ele podia ver Deus.

Ao contrário do que nos parece hoje, o Hieros gamos não era uma perversão, mas uma cerimônia profundamente sacrossanta, pois do sexo se origina a vida. De acordo com as escrituras, quando Maria Magdala ungiu Jesus no momento que este se sentou para jantar com seu irmão Lázaro e Judas, a fragrância do perfume espalhou-se por toda casa. As escrituras confirmam, ainda, que Maria ungiu não apenas os pés, mas também a sua cabeça, fazendo-o com seus próprios cabelos. Os detalhes desse ato parecem confirmar que aquilo fora um ritual de significado interior profundo. A ação de Maria foi parte de um rito egípcio relativo a Ísis e Osíris, por meio do qual o rei-sacerdote é ungido pela rainha-sacerdotisa em preparação para o seu ritual de união, o hiero gamos ou casamento sagrado.

Fonte: Wikipédia

O Início

Intimidade;

Respeito;

Amor;

Liberdade…

 

Quando estamos ali, nada mais importa…

Não existe mais medo, vergonha, problemas e preocupações…

Liberdade, livres…

 

Então nos voltamos para o início de tudo…

Onde a comunhão entre os seres era plena…

Onde ninguém cuidava da vida de ninguém…

Onde o sexo era natural, essencial e belo…

 

Voltamos para o princípio onde não existiam tabus,

Onde não havia preconceito,

Religiões, doutrinas, crenças… Nada…

 

Só o elementar…

Inocência, interação, prazer…

De forma pura e descomplicada…

Cada um sendo quem é, satisfazendo a sua vontade…

Em comunhão com seus sentimentos mais profundos…

 

Dividimos, brincamos, nos satisfazemos plenamente…

Como crianças despreocupadas…

Afinal, nada mais importa, pois ali naquele momento somos quem somos…

De volta ao início.

Voltados para nossa essência, nossos desejos e nossas vontades…

 

Carinho, desejo, sedução…

Sexo, natural, perfeito, puro, livre…

Respeito, intimidade e liberdade…

 

Dividimos cada centímetro de nosso ser…

Cada toque, beijo e suspiro…

 

Experimentamos um ao outro, experimentamos a nós mesmos…

 

Nos aproximamos de nossa essência,

Somos criaturas e criador…

Somos quem somos…

 

Somos livres… de verdade…

 

Por RebelHeartBR

 

Nuvem de tags