Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Sexualidade’

CAMPANHA: Chega de Rótulos!

Branco, Preto, Gay, Hetero, Bi, Traveco, Viado, Bicha, Sapata, Gordo, Magro…

Rótulos, rótulos e mais rótulos que são usados indiscriminadamente pelas pessoas para definir outras pessoas de maneira totalmente superficial… Cansei dos rótulos…

Sabe o que eu sou? Uma pessoa, assim como você e todas as outras…

O que me define? Meu caráter, meus sentimentos e minhas idéias… Isso é o que sou…

Do que importa saber se a pessoa é branca, negra, alta, baixa, gorda, magra, hetero ou homo? Esses rótulos não mudam o que a pessoa é de fato, por dentro, em seu coração e em sua mente…

Então, vamos começar a enxergar nas pessoas e na humanidade o que realmente importa? Quem elas são e não os rótulos que são usados para definí-las…

Vamos parar de apontar, ridicularizar, fazer piadas de mal gosto e simplesmente viver e deixar viver. Ser para as pessoas aquilo que gostaríamos que fossem pra nós…

Olhar alem dos “rótulos”, e enxergar o verdadeiro “Eu” de cada um e todas as belezas e valores reais de cada um.

Dá próxima vez que olhar para alguem, olhe essa pessoa nos olhos, enxergue sua alma e você verá que são exatamente iguais, mesmo que exteriormente sejam diferentes…

Da próxima vez que encontrar alguem que tenha feito escolhas diferentes das suas na vida, procure compreender que assim como você, essa pessoa também tem direito de escolher e ser respeitada por isso…

Passe a olhar o mundo e as pessoas não com os olhos físicos, mas com os olhos do amor…

Deus Pai/Mãe é nosso maior exemplo… Fomos todos criados a partir do amor, livres para escolher nossos caminhos, livres para ser quem somos e mesmo assim, sendo diferentes somos amados e respeitados, pois Deus Pai/Mãe consegue ver além dos rótulos que nós mesmos criamos, e enxerga o que realmente somos…

Vivam o amor que Deus Pai/Mãe nos mostrou e olhem com os olhos do amor…

E não importa a cor, raça, sexo ou sexualidade… No final das contas, somos todos luz e energia, crescendo e evoluindo para um dia estarmos todos juntos novamente junto a grande energia de amor que nos criou…

Não julguem, não rotulem… Simplesmente AMEM!

gaia2

Por RebelHeartBR

Anúncios

Chega de Definições, é preciso amar e respeitar

respeito1

 

Vivemos no mundo das definições e dos rótulos. E particularmente eu já me cansei disso, não precisamos nos sujeitar a eles…

 

Milhares e milhares de anos a fio de pura lavagem cerebral nos trouxeram para esse patamar miserável onde nos encontramos hoje. Toda a humanidade, com suas raras exceções, vive suas vidas de acordo com essas definições, que não são nada mais do que escolhas para SUA vida feita por OUTRAS pessoas no passado.

 

O que é certo e o que é errado? A resposta dessa pergunta deveria variar de pessoa a pessoa, mas o pensamento coletivo que se instalou nas pré-programadas mentes humanas tem inúmeras respostas pra essa pergunta:

 

O Certo é ser Heterossexual.

O Certo é se casar e ter filhos.

O Certo é ter uma religião Cristã.

O Certo é seguir os ensinamentos da Bíblia.

O Certo… Blá, Blá, Blá…

 

Então segundo o código de ética dos hipócritas, para ser “Certo” e ser “Digno” do amor de seu criador, nós devemos nos enquadrar nessa linha de pensamento pré-determinada por uma massa controladora que deseja dominar pela opressão e pelo terrorismo. Terrorismo esse que não consiste em explodir prédios ou coisas do tipo, mas destrói o indivíduo, o ser pensante e inteligente que vive em cada um.

Seguindo essa cartilha, temos pessoas casadas por conveniência e não pelo amor, vemos filhos nascendo para perpetuar a espécie e não por terem verdadeiramente sido desejados pelos seus pais. Vemos uma massa robotizada lotando as igrejas mundo afora, repetindo como papagaios um monte de palavras e textos que nem sabe ao certo o que significa, ao invés de buscar em seus corações pelas respostas que procura junto ao criador.

 

Esse é o efeito das definições e dos rótulos. Não existe respeito.

 

Pra começar, o amor mais importante na nossa vida tem que ser o amor próprio. Quando nos amamos de verdade somos capazes de enxergar as coisas de forma mais clara e tomar as nossas decisões baseados naquilo que trará nossa felicidade.

 

Muitas pessoas hoje se anulam. Aprendem desde cedo as definições e os rótulos e preferem ser infelizes a ter que carregar um desses rótulos ou magoar outra pessoa.

 

Não precisamos de definições, nem de rótulos.

Não sou Negra ou Branca, nem sou Hetero ou Homo, Não sou Cristã nem Atéia… Eu sou HUMANA. Tenho todo direito divino de ser e fazer aquilo que me trará felicidade, plenitude. Se por acaso conhecesse uma mulher cuja alma fosse maravilhosa, alguém que valesse mesmo a pena, que me completasse, para mim eu não seria uma mulher diante de outra mulher, mas uma pessoa diante de outra pessoa, duas almas compatíveis a fim de dividir experiências e crescer juntas.

 

Hoje pouco me importa se a pessoa que está diante de mim é homem, mulher, Hetero ou Homo, Branca ou Negra, cristã ou ateu… Eu vejo alem, olho o interior, vejo a alma e tudo àquilo que realmente importa. Vejo um ser humano em toda sua graça e glória.

 

O mundo perfeito, onde todos vivessem em paz é tão simples de se conseguir. Bastaria que cada um tivesse duas coisas: Amor e Respeito.

Respeitar as decisões de cada pessoa e amar incondicionalmente.

 

Não precisaríamos nos preocupar com mais nada. Cada um seguiria sua vida em busca da felicidade e aqueles a sua volta o amariam independente de suas escolhas. Simples não é mesmo? Por que gostamos tanto de complicar as coisas?

 

Eu não tenho mais definições e na minha vida não existe mais espaço para elas. Eu sou uma pessoa em busca da felicidade. Sigo meu caminho a meu modo, respeito às demais pessoas e suas escolhas e amo-as independente de qualquer coisa…

 

Chega de sofrimento, de medo, de preconceitos idiotas, de se anular e se frustrar. Chega de relacionamentos de mentira, chega de mentir para si mesmo.

Viva sua vida sem definições, não se preocupe com os rótulos, respeite as pessoas e suas escolhas e ame-as sempre.

 

Por RebelHeartBR

Nuvem de tags