Confissões de um coração rebelde…

Posts marcados ‘Valorização’

Jóia Rara

coracao_partido

 

“Um dia você ainda vai se arrepender…”

 

Bella não tinha noção de como essa frase dita por uma de suas amigas em uma das inúmeras conversas entre elas um dia faria tanto sentido assim…

 

Bella era uma menina como muitas outras. Bonita, inteligente, popular. Tinha muitos amigos, ia a muitas festas, conhecia muita gente, adorava badalar. Costumava dizer que queria aproveitar sua juventude ao máximo.

 

Ela tinha um namorado, um rapaz que era um doce, chamado Marcos. Bella era seu mundo. Ele a tratava como uma rainha, uma Deusa. Estava sempre presente, lhe preparava surpresas, mandava flores, cozinhava os pratos que Bella mais gostava, lhe fazia massagens, a levava pra fazer suas compras, ouvia suas queixas, dava conselhos e muito carinho. Uma verdadeira jóia rara, como poucos homens…

 

Mas infelizmente Bella parecia não ver isso. Ela tratava o Marcos muito mal.

Mesmo a tratando tão bem, Bella nem parecia se importar. Quando estavam juntos passeando, ela fazia questão de “flertar” com outros homens bem na frente dele.

“Nossa, aquilo é que é homem, olha que cara lindo! Bem que eu queria um desses pra mim…”

Marco apesar de se chatear com os comentários, tentava entender e tratava Bella com ainda mais carinho e cuidado.

 

Bella até hoje não entende por que resolveu namorar Marcos. Afinal ele “não combina com ela”, como ela mesma costuma dizer…

 

Marco é um homem comum. Trabalha em uma industria da cidade, tem sonhos de um dia progredir profissionalmente e ter sua própria família. Ele nem de longe lembra os galãs de novela da Globo, mas sua doçura e sua simplicidade o tornam um homem maravilhoso.

 

Bella não via isso, achava Marcos um cara sem sal nem açúcar e que tanto carinho e cuidado da parte dele com ela “dava enjôo”.

Suas amigas não entendiam. Como a Bella podia ser tão cega assim? Tinha um homem e tanto ao seu lado e não dava a mínima pra ele. Quando eles não saiam juntos, Bella vivia “ficando” com carinhas bonitos e vazios que conhecia em suas baladas, afinal era isso que lhe chamava atenção, um cara Lindo e de preferência Rico…

 

Um dia suas amigas acabaram por perder a paciência com suas atitudes, e decidiram dar um basta. Bella ria, e dizia que se elas gostavam tanto assim do Marcos, que ficassem com ele então… Suas amigas então decidiram se afastar de Bella até que ela compreendesse as coisas que estava fazendo e o rumo (ou falta dele) que dava a sua vida.

 

Bella nesse meio tempo acabou adoecendo. Ficou com uma gripe daquelas, ficou de cama, muito mal. Marcos era o único que aparecia todo dia para vê-la. Fazia sopas, tirava sua febre, dava-lhe os medicamentos que precisava e só ia embora quando Bella pegava no sono.

Bella no fundo gostou muito de ver como Marcos cuidou dela, e parecia estar se dando conta do homem que tinha ao seu lado.

 

Bella melhorou da gripe e combinou de encontrar Marcos para irem ao cinema.

Já havia passado mais de uma hora, ele estava muito atrasado e não era seu costume fazer isso.

De repente, o celular de Bella toca, e ela reconhece o número da casa de Marcos. E ela já estava furiosa com o atraso do mesmo, e já ia atendendo com uma bronca na ponta da língua, quando percebeu uma voz feminina e chorosa do outro lado da linha.

 

“Bella minha filha, houve um acidente. O Marcos foi atropelado e não agüentou, ele morreu Bella, meu filho morreu…”

 

Bella não sentia mais o chão… Seu coração disparou, o celular caiu e se quebrou. Ela havia perdido seu namorado, o homem mais doce e gentil que havia conhecido, mas que nunca soube dar valor.

Um filme passou pela sua cabeça nesse momento. Todas as vezes que havia traído Marcos, todas as vezes que o humilhava na frente dos outros, todo o desprezo, tudo que havia feito aquele rapaz… E Bella chorou, como nunca havia chorado em sua vida… Queria que o tempo voltasse, queria mudar tudo o que já havia feito, queria ter mais uma chance para fazer tudo diferente. Mas era tarde demais. Ela havia perdido para sempre a melhor pessoa que havia passado por sua vida.

E ela se odiou. Gritou. Chorou. Seu coração estava despedaçado e não havia nada que mudasse isso.

 

Hoje faz um ano. Bella ainda não se recuperou. Visita o túmulo de Marcos toda semana, leva flores, cartas, e chora muito pedindo seu perdão.

 

Bella aprendeu da pior maneira possível uma valiosa lição: Precisamos valorizar as pessoas que nos amam todos os dias de nossas vidas, para que quando elas tenham que partir tenhamos a certeza de que não ficaram arrependimentos e nem culpa.

 

Bella era tão superficial e ligada a aparência que havia perdido a jóia mais preciosa que teve em sua vida. Ela não valorizou o diamante bruto que tinha e o trocou por aquilo que reluzia como ouro, mas na verdade não era nada mais nada menos do que latão.

 

Não troque os seus diamantes por um pedaço de latão. Diamantes são eternos, assim como o amor verdadeiro que eles possuem por você.

 

Por RebelHeartBR

Anúncios

Nuvem de tags